quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Nélson Oliveira podia ter feito mais 30 minutos?


  É oficial! Nélson Oliveira, uma das maiores promessas da nossa formação, foi cedido a um clube estrangeiro. É o quinto empréstimo de um jogador, que continua sem ter uma possibilidade real de mostrar o seu valor no seu clube de coração. 
  Depois de Rio Ave, Paços de Ferreira, Deportivo e Rennes segue-se o Swansea. Se a experiência na Premier League poderá sempre ser enriquecedora, uma vez mais, a escolha do clube é arriscada, pois a concorrência é fortíssima com Bony e Gomis, jogadores de qualidade e que pertencem efectivamente aos quadros do clube galês. Felizmente, Bony estará na CAN, durante o mês de Janeiro, facto que poderá facilitar os primeiros tempos do português na Premier. 
     Estou convicto que, neste primeiro semestre de 2015, poderemos, finalmente, ver o Nélson brilhar na Benfica TV. Também, não será difícil, visto que os trinta minutos de utilização esta época, cingiram-se a quinze minutos na Taça de Portugal contra o Covilhã e outros quinze, na Luz, frente ao Leverkusen.


    Esta época, suposto (caro Presidente, peço desculpa, mas terei de ver para crer) ano 0 do Benfica made in Benfica, jogadores como Derley e Jara foram mais utilizados e tiveram mais oportunidades reais que um produto da nossa formação, com mais qualidade (para mim) e, objectivamente, com mais potencial. Os números e exibições dos concorrentes directos, infelizmente para o Benfica, demonstram-no....
    Vão dizer os críticos: "ele não tem qualidade, nunca terá"; "quantos golos marcou?"; "é um egoísta, só toma más decisões para a equipa!"







    Penso que ninguém discorda que, atendendo às oportunidades concedidas, era difícil fazer melhor. Talvez, se o Nélson fosse mesmo um egípcio com o nome Ramy Ashraf, as coisas fossem diferentes! Enfim, passou um ano e o aproveitamento da formação está igual.  

http://hojenaoquejogaobenfica.blogspot.pt/2013/12/ramy-ashraf-o-novo-ponta-de-lanca.html
    
    Pelo menos, poderemos passar a ver o Nélson na Benfica TV, E o Bernardo Silva no Mónaco, o André Gomes e o Cancelo no Valência e o Ivan Cavaleiro no Deportivo! 





    O André Gomes que também mencionei, no post de há um ano, para os bloggers que comentaram: "nada tinha provado" e, por isso, "a aposta tinha de ser feita com calma". Posteriormente, foi vendido a um fundo por 15 milhões de euros, começou a ser utilizado no Benfica e marcou o golo que mais gozo e satisfação me deu nos últimos anos. 





      Actualmente, é titular indiscutível de um histórico do futebol espanhol e titular da selecção nacional... Muita coisa mudou num ano para o André, mas para um jogador da formação do Benfica ser aposta efectiva no nosso clube, continua a ser preciso muita calma! 




9 comentários:

  1. O Vitor Baptista a comentar o Nelson Oliveira. Em termos de cabeça estão bem um para o outro.
    e isso repassa no texto que escreveu. Um exemplo de coerência, inteligência, profundidade intelectual e conhecimento futebolístico. Também deve ter deixado cair algo no chão mas não terá sido de certeza o brinco.

    Se os 3 melhores avançados do Swansea forem à CAN penso que o Nelson tem uma grande probabilidade de agarrar o lugar, como agarrou o lugar nos outros clubes todos onde jogou, incluído o Benfica. Sem concorrência é sempre mais fácil de conquistar o lugar. Perguntem ao Porto. A competência é que é mais difícil de aferir. Mas isso não interessa nada a competência é para os idiotas! O importante é ajudar o desgraçadinho que merece as ajudas todas que nunca teve no Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viste os minutos que o Nelson jogou e o que fez nesses minutos? E viste os que o Jara e o Bebé fizeram?
      Bem me parecia que não ;)
      (já viste, estou a ser um tipo porreiro! Não estou a considerar que os viste, pois nesse caso mandava-te já para o médico tratar dessa acefalite agura :) )

      Eliminar
  2. Não sei o que é mais estúpido. Se o Benfica não dar oportunidades aos seus jovens no futebol sénior, se gajos como o Eusébio da Silva?
    Dá-lhe Vítor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, de facto, uma resposta complicada... ahahah :)

      Eliminar
  3. Cancelo > Benito
    Cavaleiro > Bebé
    Bernardo > Pizzi
    André Gomes > Cristante

    ResponderEliminar
  4. So o Cancelo e o Ivan não tinham lugar no Benfica este ano. O André Gomes não conto com ele. Mas o Bernardo no lugar do Enzo era um mimo e o NO é superior ao Jara.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu digo mais, o Nélson é superior ao Derley como jogador e atendendo às suas idades seria sempre um "activo" com uma maior possibilidade de valorização (isto para falar a língua de quem administra o clube).

      Eliminar
  5. É óbvio que o Nélson tinha lugar no Benfica. Só não quer ver quem não quer.

    Aliás, se ele não tivesse qualidade jamais iria para a melhor liga de futebol profissional do mundo - a EPL - jogar. O Swansea é um clube do meio da tabela da liga inglesa, mas está recheada de internacionais A. Tem por exemplo um ponta-de-lança que em Portugal seria o melhor do país: Bony.

    Quando defendo o Nélson, não estou a defender que lhe dêem a titularidade de mão beijada. Aliás, penso que isso é comum de todos os que defendem os nossos jovens. Mas, digam lá se não teria lugar para fazer aquilo que o Derley faz?

    Corremos o risco é de ver um dos melhores produtos da formação encarnada não crescer no nosso clube. É que se ele triunfar em Inglaterra, acham mesmo que voltará?

    Eu não...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo na íntegra as tuas palavras. Existem questões que deveriam ser explicadas aos sócios e adeptos de forma mais clara. Considero Jesus um óptimo treinador e que o trabalho de Vieira é na sua globalidade positivo, mas penso que devemos sempre procurar a crítica positiva e construtiva e o aproveitamento da formação na equipa sénior continua a ser feito de forma ineficiente.

      Cumprimentos, irei seguir o teu blog com atenção!

      Eliminar